Bosco Leão, diretor e roteirista de “O Rock que o Brasil não Viu” e vocalista da banda Chá de Flores, vai lançar livro com a Autografia

Envolvido com o rock desde criança, Bosco Leão produziu a obra Rock Baré – Memórias de um Roqueiro na Selva, com previsão de lançamento com a Editora Autografia para o meio do ano. Bosco é vocalista da banda de rock amazonense Chá de Flores, que teve as músicas mais tocadas nas FMS de Manaus, cidade com 2 milhões e meio de habitantes.

A banda começou em 1997, depois de um tributo ao cantor e compositor Renato Russo. Em setembro de 2002, o CD com mesmo nome da banda estourou com sucessos como Spice Girl, Aquela Coisinha e Antes do Inverno, as 3 músicas nas estações de rádio manauaras. Em 2003, o jornal A Crítica selecionou os melhores CDs do ano e a Chá de Flores ficou em terceiro lugar.

Bosco Leão também foi roteirista e diretor do filme O Rock que o Brasil não Viu, que estreou em 2010, ganhando, no mesmo ano, a Mostra Competitiva de Curta Metragem do Amazonas, no 7º Amazonas Film Festival. O filme, que já passou no Canal Brasil e terá contrato renovado este ano, retrata a cena roqueira de Manaus nos anos 90 e 2000. O mega-metragem conta com cenas de shows, clipes e depoimentos das bandas de rock da cidade, como Plantinados, Zona Tribal e Deskarado, além da própria Chá de Flores.

Agora a obra Rock Baré – Memórias de um Roqueiro na Selva vem para reunir a história dos dois, como conta o próprio autor em entrevista para a Autografia: “O livro é contado na primeira pessoa e fala sobre as bandas de Manaus dos anos 90, relacionado também pelo filme O Rock que o Brasil não viu… Conto também sobre a minha infância no interior do Amazonas, em Amaturá, onde meus pais dirigiam uma escola estadual. Lá, consumiam discos de vinil de todas as culturas musicais”, relata Bosco.

O livro, bem humorado, leve e sarcástico, também traz curiosidades sobre o desenvolvimento do Rock manauara e sobre grandes nomes do gênero em outras partes do Brasil e do mundo, como Lobão e a banda estrangeira Pink Floyd. Bosco produziu a obra e reuniu o material sozinho: “fiz vendo de perto tudo que acontecia na cena de rock dentro de Manaus. Fiz tudo só, escritas e memorias, mas a capa foi feita pelo Tito Fernandes”, explica o cantor.

Bosco está animado com a publicação pela Autografia, e espera lançar outras obras também pela editora: “Estou super excitado, espero lançar mais pela Autografia, afinal, estão me dando uma chance e tanto. Que o livro vire BestSeller. Apertem o cinto e façam uma boa viagem nessa história verdadeira e aventureira”, finaliza Bosco.

Acompanhe nossas redes sociais pra saber mais do lançamento da obra Rock Baré – Memórias de um Roqueiro na Selva, de Bosco Leão.

2
Mockup-Horizontal (42)
Mockup Horizontal (51)
Postagens relacionadas
BANNER-MURILLO
Vencedor do Prêmio Sarau Brasil 2018 lança livro sobre crises existenciais contemporâneas
background-marciacarolina-colegiointernobbs
Márcia Carolina, autora com mais de 16 milhões de leituras no Wattpad, lança “Colégio Interno”
BANNER-FABIANA
Executiva lança guia prático sobre processos e gestão de riscos
banner-shortcuts-01
Publicitária lança livro de crônicas sobre o cinema
banner_FLIP
Lançamentos da Casa Autografia na FLIP continuam neste sábado