Comissária de bordo conta trajetória na profissão em autobiografia

A autora Ana Cristina Haddad, comissária de bordo e atualmente empresária, lança o livro “Tripulação, portas em automático”, uma autobiografia sobre seus 28 anos atuando em voos internacionais. A autora conta sua trajetória para alcançar o emprego dos sonhos, de onde surgiu a vontade e como entrou para a tripulação da empresa British Airways.

Em entrevista ao Blog Autografia, Ana Haddad conta um pouco mais sobre o livro: “eu descrevo a jornada que foi até culminar na realização do que eu queria para mim, ser aeronauta, pois reunia a vontade de trabalhar com as pessoas, ser útil e também viajar – que é, para mim, uma das maiores fontes de cultura e aprendizado. As provas e entrevistas não eram fáceis, então fui me capacitando a cada ‘não’ que recebia”, conta ela.

O livro “Tripulação: portas em automático” é dividido em três partes: na primeira, Ana conta sobre as lutas para conseguir tornar sua aspiração uma realidade; na segunda, traz as suas vivências, que compõem o ponto alto do livro; e a terceira e última parte contempla os aprendizados de Ana diante do que viveu.

“Ao encerrar meu ciclo na aviação, pensei que histórias tão interessantes não poderiam deixar de ser narradas. É um livro único, são minhas experiências. Não é uma obra que vem da imaginação e acho que isso o faz único. É, acima de tudo, um livro sobre relações humanas, pois conhecer o outro e entender suas necessidades é sempre um desafio. Confinado em uma aeronave, é um desafio ainda maior”, relata Ana.

A autora conta também que o “Tripulação: portas em automático” começou num pequeno caderno com anotações. Ana escrevia sobre tudo o que chamava sua atenção ou a comovia em seus voos, que costumavam durar 12 horas: “sempre que fazia um voo eu pensava: ‘cada pessoa aqui tem sua história, seu motivo de estar a bordo’. A convivência com meus passageiros e suas necessidades, medos e alegrias, foi minha maior inspiração. Ao sair da aviação, achei que seria bom escrever sobre. Como um tributo à minha profissão”, explica ela. 

Ana compartilha também como é estar publicando o livro por uma editora: “a sensação é maravilhosa, de ser capaz de poder criar, e todos têm esse poder criador para algo. A criação sobrevive ao tempo. Penso que, no futuro, minha tataraneta poderá conhecer um pouco de sua tataravó”, finaliza. A obra “Tripulação: portas em automático” está à venda em nossa loja online. Adquira o seu exemplar, clicando aqui.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Postagens relacionadas
André Gabeh lança continuação de Suburburinho, pelo selo Subúrbio Editorial
Lançamentos da Semana
Está no ar o programa com Ademir Gomes, autor de “A Migração”
Lançamentos da Semana
Lançamentos da Semana