generos-literarios-saiba-como-diferencialos.jpeg

Gêneros literários: saiba como diferenciá-los

Gêneros literários podem ser definidos como uma categorização dos diversos tipos textuais que são escritos e publicados. Essa forma de organização iniciou-se na Grécia Antiga, sobretudo pela obra de Aristóteles, que separou e definiu os gêneros, no livro Arte Poética.

Para cada texto há uma forma, a qual está diretamente ligada ao conteúdo que será expresso. Poesia, teatro, romances e contos se caracterizam por terem tipos específicos de escrita, que veiculam ideias, sentimentos e sensações.

Escrever um texto literário exigirá que você decida em qual gênero se encaixa seu material. Assim, seu enquadramento nos gêneros épico, lírico ou dramático dependerá do modo como será estruturado. Pensando nisso, que tal acompanhar as diferenças entre eles e escolher a melhor forma para seu texto? Continue a leitura!

Construindo uma narrativa: o Gênero Épico

Também conhecido como gênero narrativo, nele, como o próprio nome diz, narra-se uma sucessão de eventos ao longo de determinado tempo.

Para que a narrativa seja construída, é necessária a presença de alguns elementos essenciais: as personagens (principais e secundárias), que tipo de relação vão manter ou estabelecer, quais serão os locais (ou local) onde vão se passar os acontecimentos, enfim, como será a história.

No início, sua forma era um longo poema em que se narravam os eventos da vida de um personagem, como pode se observar no livro Odisseia, de Homero, por exemplo. Com o tempo, o gênero assumiu a forma que habitualmente conhecemos como romance e conto, sendo o primeiro mais longo e o segundo com extensão bem menor.

As emoções e a percepção do mundo: o Gênero Lírico

Esse gênero que tem na poesia e no soneto suas formas mais consagradas. Nele, predominam a expressão e manifestação das emoções e dos sentimentos do eu lírico, ou seja, o texto caracteriza-se pela subjetividade e é marcado pelas impressões e percepções que o eu lírico tem acerca do mundo.

Geralmente escritos em versos, podem ser encontrados nas seguintes formas: elegia; ode; hino; sátira; idílio e écloga; e epitalâmio. Sua origem remonta à Grécia antiga, e a palavra ‘lírico’ se referia ao instrumento musical utilizado pelos gregos na composição dos cantos.

Com o passar do tempo, houve o abandono da composição musical e o texto incorporou os elementos de musicalidade; por isso é que se observam rimas, aliterações e assonâncias, conferindo sonoridade ao texto.

Representação em cena: o Gênero Dramático

Esse gênero é constituído pelos textos que se destinam à encenação teatral. Portanto, ele se constrói a partir das falas das personagens, além de conter as indicações de como uma peça será organizada e quais serão os elementos cênicos presentes.

Não é necessária a presença de um narrador. A ação dramática, a voz, os gestos e as mímicas estarão indicadas no texto, para que os atores saibam a forma correta de transmiti-los. Podem ser representadas por comédia, tragédia e drama.

Entender a diferença entre os gêneros literários pode ajudar muito no processo de elaboração de um texto. Um escritor precisa não só conhecer, mas se aventurar em diferentes gêneros para, ao final, escolher aquele que melhor representa suas ideias, construindo seu próprio estilo. Então, mãos à obra e bom trabalho!

Gostou das dicas? Então, que tal compartilhar este post em suas redes sociais?

Postagens relacionadas
como-redigir-o-prefacio-de-um-livro.jpeg
Como redigir o prefácio de um livro?
Depositphotos_101838372_m-2015.jpg.jpeg
7 comunidades de escritores que você não pode ficar de fora
4-autores-inspiradores-para-quem-quer-escrever-um-livro.jpeg
4 autores inspiradores para quem quer escrever um livro
6-tecnicas-para-criar-um-personagem-cativante.jpeg
6 técnicas para criar um personagem cativante
Depositphotos_85881532_m-2015.jpg.jpeg
3 dicas para escrever um livro de romance