Livro digital ou livro físico: qual escolher para começar?

Você é do tipo que não dispensa o cheiro de livro novo ou é vidrado em tecnologia e prefere ter uma leitura agradável por um livro digital? Mudando a perspectiva para a escrita, qual dos dois será melhor?

Existem várias situações relevantes na produção de um livro, tais como a escolha de um bom título, a diagramação das páginas e o formato em si. O livro físico é o lado tradicional, já o digital costuma ter uma roupagem mais jovem e atual.

Por isso, para que você tenha uma noção melhor de quem vence essa disputa, trouxemos algumas informações básicas a respeito dos dois. Confira!

Escrita do conteúdo

Antes mesmo de despertar as ideias para escrever um livro, você precisa levar em consideração alguns fatores preponderantes, tais como o tempo, a dedicação e o volume de pesquisa necessários. É evidente que produzir um livro escrito dá um orgulho incrível, principalmente ao ver o seu nome em uma livraria.

No entanto, se houver quaisquer erros de escrita que você ou a pessoa que revisou esqueceu, fica mais difícil voltar atrás depois de publicado. O que não ocorre com o livro digital, pois é mais prático de desenvolver o conteúdo e dá margem para alterações quantas vezes precisar ao longo do processo.

Processo de publicação

Ao publicar um livro, atente aos vários aspectos que podem influenciar o sucesso ou não da sua obra, seja ela física, seja digital. No caso do livro físico, a busca por uma editora acaba tirando o sono de muitos escritores. Afinal, é preciso vender a ideia de que seu livro é bom para várias pessoas antes de publicá-lo de fato.

Além disso, o envio das informações para a Biblioteca Nacional costuma levar meses até que receba a resposta de registro do conteúdo. Agora, pensando na versão digital, a publicação do livro se torna mais simples e ainda pode gerar um enorme potencial de vendas na internet.

Divulgação do livro

A versão digital pode aproveitar as redes sociais, sites, blogs e demais oportunidades no mundo virtual. Possivelmente você já deve ter visto diversas histórias de empreendedores que fizeram fama vendendo suas obras pela internet, mas nem sempre quer dizer que seja a melhor solução.

O livro físico, em contrapartida, dá a possibilidade de participar de feiras, eventos e a emblemática noite de autógrafos, que faz brilhar os olhos de qualquer escritor. Embora o investimento inicial seja um pouco puxado, se for um livro acadêmico, por exemplo, você ainda pode cadastrá-lo em seu currículo Lattes.

Venda do material

A menos que você queira publicar algo apenas por hobby, provavelmente surgirá o interesse de saber quanto pode render a escrita de um livro, não é verdade? A princípio, antes de escrever qualquer capítulo, lembre-se de identificar o público-alvo, pois isso faz uma enorme diferença na hora da venda.

Se o livro físico não tiver uma história interessante, o risco de acumular inúmeras caixas em sua sala é grande. Já o livro digital, por ter um custo relativamente mais baixo, não dá margem para prejuízos astronômicos e pode servir de chamariz para algum outro produto que tenha a pretensão de vender, tal como um curso.

Durabilidade do livro

Por fim, mas não menos importante que os demais pontos abordados, a durabilidade do livro físico ou do livro digital conta muito na escolha do público. Independentemente do gênero literário que pretende aplicar em sua obra, lembre-se de que ambos os lados têm suas vantagens e desvantagens nesse tópico.

Se o conteúdo tiver muitas páginas, na versão impressa, elas podem deteriorar com o tempo, o que não ocorre na versão digital. Entretanto, os aparelhos de leitura digital precisam ser carregados ao decorrer do dia e o livro físico não necessita de tomadas, o que facilita em uma viagem longa, por exemplo.

Portanto, pense bem antes de fazer uma publicação e avalie os cenários possíveis, visto que isso pode colaborar com a propagação do seu nome no meio literário e tornar o seu conteúdo conhecido entre as pessoas.

Se você gostou deste artigo a respeito de livro físico e livro digital, não deixe de compartilhar o post nas redes sociais para que os seus amigos fiquem por dentro do assunto também!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Postagens relacionadas
4 dicas de redação para escrever um livro
4 dicas de português para escritores iniciantes
Aprenda a superar um bloqueio criativo
5 dicas de aplicativos incríveis para escritores
Como escrever um livro de poesia em 4 passos