Poesias de Giovani Miguez unindo ética e estética viram livro

O autor Giovani Miguez lança “Quase Histórias: est(éticas) existenciais”, uma obra que reúne poesias para registrar sua própria existencialidade. Os textos representam o encontro entre a ética e a estética, materializado em versos profundos e reflexivos. O livro é um resgate do autor, formado em publicidade e gestão pública e especializado em sociologia, dos seus anos em que vivia a arte.

Em entrevista ao Blog Autografia, Giovani relata mais sobre a sua trajetória e sobre o tema do livro: “No ensino fundamental eu respirava poesia e música clássica. Mas numa necessidade existencial tola de ter uma vida comum, em 2011, me vi na condição de servidor público; posteriormente, em 2014, iniciei meu mestrado e uma certa necessidade poética acabou se despertando em mim. Os estudos me conduziram a pensar a linguagem, o simbólico e a realidade, e foi inevitável revisitar algumas leituras sobre arte, linguagem e poesia”.

Esse resgate da arte feito por Giovani acabou se tornando uma pesquisa de doutorado, sobre o homem diante do simbólico e do real: “Daí, durante minhas sessões de terapia, surgiu a proposta de registrar, entre 2017 e 2018, uma série de impulsos que inicialmente foram feitos de forma aforística e, posteriormente, em uma espécie de ‘espasmos poéticos’ curtos”, conta ele.

Giovani explica ainda que o “Quase Histórias: est(éticas) existenciais” é um esforço terapêutico e uma experimentação existencial: “O livro tem uma primeira parte aforísticas, com fragmentos dessa minha experiência existencial e est(ética), da minha percepção sobre o mundo. Na segunda parte, tento brincar com as palavras, expressar essa complexidade de forma mais direta, menos filosófica e psicológica”, explica.

O autor conta também sobre como surgiram as ideias para escrever seus textos: “A inspiração foi uma junção de encontros de minhas compulsões: livros, redes sociais e escrever. Este livro é resultado de uma profunda pulsão epistêmica”. Giovani compartilha como é publicar seu primeiro livro, com textos tão íntimos: “É fato que a sensação de estar publicando uma primeira obra assusta um pouco, pois te expõe. Se tuas expectativas são altas, você corre mais riscos. Mas tenho certeza que essa experiência é enriquecedora tanto para mim, que tive que me transformar para escrever, quanto para quem terá acesso a esses impulsos psicofilosóficos, à essa est(ética) existencial em construção”, finaliza.

“Quase Histórias: est(éticas) existenciais” está disponível em nossa loja online, adquira seu exemplar clicando aqui

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Postagens relacionadas
Jovem publica diário que relata sua experiência no ‘segundo armário’ ao descobrir ser soropositivo
Músico lança obra com as etapas para a improvisação no jazz
História sobre a cachorrinha Sunny vira livro infantil ilustrado
Obra infantojuvenil busca estimular a sororidade desde a infância
Lançamentos da Semana