tire-5-principais-duvidas-sobre-o-copidesque.jpeg

Tire 5 principais dúvidas sobre o copidesque

O universo das editoras é repleto de conceitos que podem causar confusão naqueles que estão se aventurando pela primeira vez na arte de publicar um livro. Entre tantos termos, o copidesque surge como uma das principais dúvidas dos autores.

Por isso, se você é um marinheiro de primeira viagem no mundo da literatura, este artigo pode ajudá-lo a desbravar com mais tranquilidade esse terreno desconhecido e a aprender sobre esse conceito — essencial no processo de publicação de uma obra.

Continue a leitura e descubra tudo o que você precisa saber sobre copidesque!

1. O que é copidesque?

Apesar de a sua origem ser um tanto enigmática, podemos descrever a atividade como a prima moderna da revisão de textos tradicional.

Enquanto alguns acreditam que a prática surgiu na edição dos jornais impressos para adequar as notícias às suas práticas editoriais, outros consideram que ela remete ao século XV, quando os monges que trabalhavam na reprodução de obras alteravam palavras que julgavam prejudicar a leitura. Já no mundo digital, também é usado para otimizar conteúdo criado para web.

2. Quando é realizado?

No fluxo editorial, o copy desk (versão em inglês do termo, mas que também é bastante utilizada por aqui), é realizado antes da revisão de provas, também conhecida como revisão de textos — outra etapa fundamental parte do processo de publicação.

Ou seja, após o autor entregar sua versão final do livro para a editora, ele segue para o profissional responsável pela atividade que fará os ajustes necessários.

3. Como funciona?

Já deu para entender que o copidesque vai muito além da correção ortográfica, não é mesmo?

O foco dessa etapa é ajudar o autor a transmitir sua mensagem da melhor forma possível, ou seja, fazer com que o leitor compreenda perfeitamente a história. Para isso, o profissional pode, se julgar necessário, reescrever o texto, adicionar conteúdo relevante, fazer ajustes estruturais, adequar a linguagem e verificar fontes e dados.   

4. Qual sua importância?

Em um primeiro momento, é compreensível que possa parecer um pouco estranho aceitar que alguém tenha tanta autonomia para alterar trechos da sua obra.

Porém, é preciso entender que a prática é fundamental para explorar todo o potencial do texto original, já que podem haver pontos a serem melhorados que passaram despercebidos na hora da criação.

5. Qual a diferença entre revisão e copidesque?

Enquanto a revisão do texto tem como objetivo corrigir erros gramaticais, ortográficos e adequar o conteúdo à formatação final, o copidesque se preocupa com a experiência da leitura e permite mais liberdade para mexer no texto do que o tradicional revisor.

Nada impede, porém, que as duas tarefas sejam realizadas por um único profissional.

Aqui, vale ressaltar que nem todo editor exerce os dois trabalhos, já que estamos falando de algo complexo e que tem como objetivo deixar o conteúdo mais coerente e interessante para o leitor.

Viu como você não precisa trabalhar sozinho para, literalmente, tirar seu sonho do papel? Existem diversos tipos de parceiros qualificados que podem lhe ajudar.

Quer aprender mais sobre como publicar um livro e todas as possibilidades que a literatura reserva para transformar seu hobby em profissão? Receba em seu e-mail nossas melhores dicas assinando a nossa newsletter e conheça muito além do copidesque!

2
Mockup-Horizontal (42)
Mockup Horizontal (51)
Postagens relacionadas
de-hobby-a-profissao-descubra-como-ser-um-escritor.jpeg
De hobby a profissão: descubra como ser um escritor!
entenda-a-importancia-do-dia-do-escritor.jpeg
Entenda a importância do dia do escritor
saiba-agora-como-divulgar-um-livro-e-aumentar-as-vendas.jpeg
Saiba agora como divulgar um livro e aumentar as vendas
feira-de-livros-saiba-quais-sao-as-principais-para-2018.jpeg
Feira de livros: saiba quais são as principais para 2018
4-dicas-para-escrever-um-livro-de-fantasia-para-criancas.jpeg
4 dicas para escrever um livro de fantasia para crianças